Desfralde 2, a missão!

Cuecas

Hoje começamos o desfralde do pequeno. Eu lavei todas as cuecas, porque a grande maioria delas veio do irmão mais velho, então estavam guardadas há quatro anos. É uma fofura só ver o pequeno de cuequinha! Ele está com 2 anos e sete meses. O mais velho foi desfraldado com 2 anos e três meses. Mas não adianta querer comparar uma criança com a outra, cada uma tem o seu tempo e o ambiente em volta também muda. Na turma do caçula, por exemplo, ele é um dos mais novos, por isso ficou no último grupo do desfralde. Já o filho mais velho fazia aniversário no meio do caminho, mas como já sinalizava quando queria ir ao banheiro fez parte do primeiro grupo.

Com um ano e meio o Enrico, o caçula, começou a avisar quando queria fazer número 1 ou número 2 e queria usar a privada, nós não incentivamos, pois achamos que estava muito cedo. Depois ele esqueceu e começou a adorar usar fralda… Na verdade, sempre quis esperar a creche chamar para o desfralde para fazer esse processo junto com eles, acho que é muito mais fácil assim, pois ele vê os amigos usando cueca, indo à privada e quer fazer igual. No primeiro dia, escapou xixi na creche e em casa, mas é assim mesmo. Lembro que o mais velho fez xixi na sala, na cozinha e até no closet. É uma fase que requer muita paciência, muitas cuecas e muitas mudas de roupa, mas quando passa você só consegue dar graças a Deus por ter se livrado do custo das fraldas e do trambolho de carregar aquela “bolsa de bebê” de um lado para o outro. Boa sorte para nós!

Já temos alguns aliados nesse processo, como o redutor de assento sanitário, o mictório e um livrinho que é ótimo, o “O que Tem Dentro da Sua Fralda?”, da editora Brinque Book. Na história, um ratinho conversa com diversos amigos animais e vai descobrindo como é o cocô que está na fralda deles e no fim ele mostra a sua fralda que está limpa, pois ele faz xixi no penico. Aqui optamos por não usar penico da primeira vez e vamos tentar agora também essa estratégia. Achamos mais prático a criança aprender direto na privada, assim pode ir ao banheiro em qualquer lugar sem sentir diferença. Para o xixi, temos o mictório plástico na parede e para o cocô, o redutor de assento. Vamos ver como será o segundo dia. Se estiver difícil, vamos lançar mão de um artifício que não usamos no primeiro filho, que é usar um cartaz com premiações, como tatuagens e adesivos para cada xixi ou cocô feito no vaso.

livro desfralde

Leia também

Deixe uma resposta