Presente do(a) irmão(ã) e para o(a) irmão(ã)

Deixar de ser filho único não deve ser fácil. Eu, como sou caçula, nunca passei por essa experiência, mas tentei amenizar ao máximo as mudanças para o meu mais velho. Quando o bebê nasce todo mundo leva presentes para a maternidade ou na primeira visita em casa. Para não gerar tanto ciúmes, já fui falando para ele um tempo antes que isso acontecia, fui mostrando os presentes que o Enrico já estava ganhando da família e de amigos e mostrei também roupinhas e brinquedinhos que ele próprio ganhou quando nasceu. Na hora “h” não teve nenhum drama até porque muita gente levou presente para o mais velho também e o parabenizou por ter se tornado o segundo homem da casa, depois do papai.

Para envolvê-lo ainda mais no nascimento do irmão, eu sugeri que ele pedisse algo que gostaria que o irmão trouxesse de presente para ele. Luca escolheu uma fantasia do Super Homem, pois estava prestes a completar quatro anos e no auge da paixão por super heróis. O presente também acabou tento tudo a ver com o momento dele também, de superirmão!

Também falei para ele escolher um presente para dar para o irmão no primeiro dia. Como todo irmão mais novo – ainda mais do mesmo sexo – 90% do guarda-roupa do Enrico era originalmente do Luca e, apesar de eu já ter várias roupinhas de linho para a maternidade queria uma que fosse DELE e sugeri que esse fosse o presente: a roupa do primeiro dia. Luca adorou e foi comigo escolher. Ficou todo feliz e escolheu uma roupinha linda!

O presente que ele ia dar para o irmão eu disse que teria que entrar na mala da maternidade já que era a primeira roupinha que o bebê ia usar, mas o presente que o bebê ia trazer para o Luca viria junto com ele. Comprei a fantasia, guardei o pacote e quando Enrico nasceu, Luca foi levado à maternidade pela avó materna. Chegou quando o parto estava acontecendo e viu o Enrico já no quarto. Quando meu marido separou a roupinha para o Enrico vestir, falou para a enfermeira que junto estava a sacola de presente que deveria ser colocada embaixo do bercinho do bebê. A enfermeira entrou no quarto, Enrico vestia o presente do irmão e trazia embaixo do seu bercinho uma sacola para o Luca. Ela perguntou se o Luca era o irmão mais velho, pediu que ele se sentasse e colocou o Enrico no colo dele. Ele foi o primeiro a segurar o bebê depois de mim e do pai na sala de parto. Ficou todo orgulho e achou o máximo quando viu que o irmão tinha trazido o presente que ele queria.  No dia seguinte, quis vestir a fantasia para ir à maternidade e segurou o irmão no colo de novo. Depois disso, todo dia segurava o irmão cheio de orgulho! Ele gostou tanto do presente que o irmão trouxe para ele que no ano seguinte pediu para o Papai Noel trazer uma fantasia igual para o Enrico!

Essa foto é do primeiro dia, quando ele pegou o irmão (com a roupinha que ele deu) no colo pela primeira vez


Foto do segundo dia, com a fantasia de super homem que ganhou do irmão

Deixe uma resposta