Dia Mundial do Gato: três livros para conhecê-los mais

Dia mundial do gato

Hoje, 17 de fevereiro, é celebrado o Dia Mundial do Gato. Esses bichinhos são amados por uns e dispensados por outros, pelo estigma de que eles não são afetuosos. Mas quem tem gatos em suas vidas garante que eles se adaptam a nossa rotina, sendo uma ótima companhia.

Para homenagear os gatos no Dia Mundial do Gato e incentivar as crianças a conhecê-los ainda mais, segue uma lista com três livros:

A Gata Penélope – escrito pela jornalista e escritora Isa Colli, a história fala sobre uma gatinha perdida no inverno europeu, que ao ser resgatada, constrói uma amizade linda com sua nova dona. Um livro que mostra como o dia a dia de uma pessoa pode ser modificado por um gatinho.

Dia mundial do gato

Borba, o Gato – Escrito por Ruth Rocha, Borba, o gato, e Diogo, o cão pretendem ensinar a todos uma grande lição – que cão e gato podem ser amigos, e juntos enfrentar todos os perigos. Eles vão tomar conta da cidade para todos dormirem com tranquilidade. 

Dia mundial do gato

O Gato de Botas – O clássico O Gato de Botas ou ainda O Mestre Gato é um conto de fadas de autoria do escritor francês Charles Perrault, incluído no livro Les contes de ma mère l’Oye, publicado em 1697. O conto narra a história de um caçula de três irmãos que recebe como herança de seu pai um gato de estimação. 

Dia mundial do gato

Você também pode gostar desse post:

Mala de maternidade X Mala para a vida toda

mala de maternidade

(post publicado originalmente em março de 2015)

Se você está fazendo o enxoval do pequeno certamente já se deparou com o item mala de maternidade na lista. As lojas de bebê vendem uma bolsa tamanho GG para você colocar as roupinhas e acessórios que precisa levar para a maternidade, às vezes junto com a bolsa de passeio, formando um kit. Mas minha dica é: não compre essa mala, vai desperdiçar dinheiro. Em vez disso compre uma mala de viagem para ser a mala de maternidade e vai acompanhar seu filho para a vida toda.

Devo dar o crédito da dica à minha irmã que me deu essa orientação quando eu preparava o enxoval do meu filho mais velho. Eu fiz uma lista com os itens de que precisava, com links de referência para dar dicas de presentes úteis e bacanas para tios, avós e dindos. Eles sempre me perguntavam o que estava precisando e queriam dar coisas que fossem realmente necessárias. O dindo escolheu dar a tal mala de maternidade/viagem. Escolhemos um modelo pequeno com rodinhas, bem estruturado, e é usado em todas as nossas viagens há mais de 10 anos, além de ter sido usado na maternidade, é claro.

As bolsas/malas de maternidade são em geral aquelas bolsas de bebê em tamanho maior, com alças e que não organizam as roupas direito, além de não serem práticas para levar pra cima e pra baixo, então você só vai usar umas 3x na vida, não vale a pena.

Com o filho mais novo, fiz a mesma coisa, não queria simplesmente usar a mala do irmão mais velho, pois queria que ele tivesse a mala dele de viagem que já vem sendo usada há seis anos e será por muitos anos ainda! Dessa vez quem escolheu esse item da lista foram os avós maternos e selecionamos um modelo parecido, mas de outra cor para ficar diferente. Quem quiser referência, gostei desse modelo da Wilson: https://amzn.to/3pS0CbE

Leia mais: